Clique e acesse a edição digital

7 “inocentes” hábitos que alteram o equilíbrio hormonal

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Glandula-endocrina-1

Muitas atividades cotidianas parecem inofensivas, mas podem causar um grande desequilíbrio hormonal, comprometendo a saúde geral do organismo.

Os hormônios desenvolvem um papel muito importante no organismo todo, já que são responsáveis por regular a maior parte dos sistemas e funções que fazem nossos corpos funcionarem corretamente.

Estamos falando de transmissores químicos da glândula endócrina, cuja atividade é desenvolver o funcionamento das células e de alguns processos cognitivos.

Além disso, os hormônios influenciam diretamente o metabolismo, o crescimento e as funções sexuais. Portanto, preservar o equilíbrio hormonal é essencial para o bem-estar do corpo humano.

O problema é que esse equilíbrio é alterado frequentemente, já que alguns fatores interrompem a produção ou a atividade desses hormônios. Consequentemente, reações negativas irrompem no organismo que, se não forem bem controladas, podem ocasionar diversas doenças.

O mais preocupante é que muitos de nós não sabem que vários hábitos do dia a dia aparentemente inofensivos são responsáveis por algumas dessas alterações.

Vamos descobrir juntos do que se trata!

1. Dormir mal

Distúrbios do sono ou dormir menos do que o aconselhável aumenta de forma significativa o risco de problemas hormonais.

É comprovado que existe uma relação entre o ciclo do sono e a liberação de alguns hormônios importantes, principalmente nas mulheres. Os hormônios podem, então, alterar o humor, os níveis de açúcar no sangue e até mesmo o peso corpóreo.

2. Ter uma dieta pobre em gordura

Eliminar todas as fontes de gordura é um dos piores erros que podemos cometer quando queremos perder peso.

Mesmo que a gordura tenha uma quantidade significativa de calorias, não é certo pensar que elas são ruins para o organismo.

As gorduras saudáveis, como o Ômega 3, controlam os processos inflamatórios e facilitam a regulação do estrogênio e da progesterona.

Limitar seu consumo aumenta o risco de sobrepeso ou desencadeia outros distúrbios, como menstruação irregular e aparecimento de cistos.

É possível encontrar esses nutrientes em:

• Peixe azul

• Abacate

• Azeite de oliva

• Fruta seca

• Sementes

3. Ter um estilo de vida sedentário

Levar um estilo de vida sedentário, sem a prática de atividades físicas, é responsável pelo desequilíbrio hormonal tanto nos homens quanto nas mulheres.

O exercício físico estimula a liberação de endorfina, substância química que produz o sentimento de conforto e alegria. A atividade física, além de controlar os hormônios sexuais, também permite prolongar e manter a libido em níveis altos.

4. Abusar dos alimentos processados

As carnes processadas e outros alimentos industriais são deliciosos, mas o problema é que são cheios de substâncias químicas, que com o tempo provocam o desequilíbrio hormonal, assim como problemas metabólicos ou mais graves, como o câncer.

O consumo desses produtos aumenta os níveis de cortisol, substância química ligada ao estresse, à depressão e à irritabilidade.

5. Usar muito desinfetante para as mãos

Pode parecer exagerado, mas é comprovado que o uso excessivo de desinfetante para as mãos pode gerar reações indesejadas.

Muitos acham que é um hábito saudável, mas na realidade isso altera o equilíbrio entre as bactérias saudáveis e aquelas nocivas, debilitando a nossa imunidade.

As substâncias químicas dos desinfetantes também estão ligadas ao risco de inflamação e perda do controle da atividade de alguns hormônios.

Compostos como o triclosan, por exemplo, alteram os níveis de estrogênio e as funções dos hormônios da tireoide.

6. Praticar muita atividade física

Todo excesso faz mal e o excesso de atividade física não é exceção.

Assim como o estilo de vida sedentário, o excesso de atividade física pode ter consequências negativas. Passar muito tempo na academia ou fazendo exercícios muito intensos aumenta o nível de cortisol, o hormônio do estresse.

Com o passar do tempo, esse hábito altera os hormônios que regulam o ciclo menstrual e a fertilidade.

7. Comer alimentos enlatados

A comida enlatada parece ser uma alternativa rápida e saudável, mas a realidade não é bem essa.

Nas latas são encontradas substâncias químicas como o BPA, ligado a diversos tipos de doenças e alterações hormonais.

Além disso, são produzidas outras substâncias químicas, como os conservantes, que, se ingeridos em excesso, podem gerar consequências negativas no organismo.

Esses são alguns hábitos do seu dia a dia que podem eventualmente te causar uma boa dor de cabeça, portanto o melhor é evitá-los. Além disso, se notar algo errado com seu corpo consulte seu médico imediatamente. Ele é o único capaz de te orientar, diagnosticar e prevenir eventuais complicações na sua saúde.

Conteúdo autorizado para reprodução na Revista Materlife com a fonte retida pelo publicador. 

Divulgado em:  Eu Sem Fronteiras (www.eusemfronteiras.com.br) pela Equipe Eu Sem Fronteiras.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Mordida na escola

Quem nunca ouviu falar que alguma criança foi mordida ou mordeu alguém na escola? Isso é um fato bem comum entre crianças, especialmente entre 1

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!