Clique e acesse a edição digital

Alimentos vilões da infância

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Different sweet candies on rustic wooden table.

É na infância que os pais devem ficar de olho na alimentação da criança, principalmente porque elas estão em fase de crescimento. Nessa fase, alguns alimentos podem contribuir para um crescimento saudável, mas se os pais não souberem fazer escolhas certas, a alimentação dos pequenos pode ser comprometida.

Alguns alimentos podem ser prejudiciais e até nocivos à Saúde dos pequenos, por isso mantenha o seu filho longe desses vilões da alimentação infantil:

1-Peixes com espinhas – O peixe deve ser incluso na refeição das crianças a partir do primeiro ano. O ideal é começar com peixes mais leves, como pescadinha, e sempre servi-lo, bem cozido, sem espinhas, sem pele. O consumo de peixe está liberado desde a infância, pois são boas fontes proteicas e de vitaminas.

2-Pipoca – Os pequenos não devem comer pipoca até os quatro anos, pois a casca e o milho intacto da pipoca podem causar engasgos, portanto é melhor evitar!

3-Refrigerantes – O refrigerante não tem nenhum valor nutricional e ainda contém sódio e açúcares em excesso em sua composição. São potenciais causadores de obesidade, cáries dentárias e até diabetes na fase adulta. O ideal é evitar o consumo do refrigerante, mesmo os light ou diet.

4-Salgadinhos industrializados – Esses salgadinhos são ricos em sódio, corantes e conservantes. Tem valor calórico alto, porém sem grandes benefícios ao desenvolvimento da criança. Além disso, dependendo do formato, podem fazer a criança engasgar-se.

5-Salsicha – A salsicha contém sódio, corantes e conservantes em excesso, o que não é saudável ao organismo sensível das crianças. Além disso, ela possui valor nutricional praticamente nulo.

6-Sucos industrializados (em pó ou em caixinha) – Esses sucos apresentam quase valor nutricional baixo. Mesmo aqueles sucos enriquecidos com vitaminas e que dizem conter o néctar da fruta, não possuem grande valor nutricional relevante. Sua composição é de praticamente água, açúcar e conservantes. A polpa da fruta é parte muito pequena do produto. Os sucos em pó também são grande fonte de corante, conservante e açúcar, e os benefícios nutricionais passam longe de serem importantes. O ideal é incentivar a criança a tomar sucos naturais.

7-Macarrão instantâneo – O macarrão tem o mesmo problema dos salgadinhos, ambos são ricos em sódio. Além disso são pré-fritos, o que confere a propriedade de ficar cozido tão rápido. Mas os temperos em pó que o acompanham são também grandes vilões da saúde. São produtos com alto teor de sódio e corantes e também não possuem características de benefícios ao bom desenvolvimento da criança.

8-Maionese – A maionese não deixa de ser uma fonte de gordura, sem valor nutricional. O seu consumo deve ser restrito até os dois anos de idade. Depois disso, ela pode ser consumida com moderação.

9-Bolos prontos recheados – Esses bolos são ricos em gorduras trans e saturadas e também em açúcares, ou seja, não trazem nenhum benefício para a saúde do seu pequeno.

10-Balas – As maiorias das balas contêm uma grande quantidade de açúcar que com o tempo pode desencadear obesidade e cáries dentárias. O consumo deve ser evitado até os dois anos.

11-Mel – O mel é um alimento cercado de crenças e benefícios a à saúde. Porém, não oferte mel a crianças menores que dois anos, por causa da toxina botulínica. No Brasil, o controle de qualidade desses produtos ainda não está totalmente seguro e muitas amostras deles estão contaminadas com os esporos desta toxina. Crianças menores que dois anos ainda não possuem anticorpos capazes de neutralizar tais toxinas e a criança pode desenvolver o botulismo, que pode até levar à morte. Por isso, cuidado!

Dr. André Veinert

Formado em pela Faculdade de Medicina da UNAERP – Universidade de Ribeirão Preto. Especialista em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN (RQE 69663) e Área de Atuação em Nutrição Parenteral e Enteral pela BRASPEN. Preceptor da Residência de Nutrologia do Hospital IGESP – São Paulo. Capacitação em obesidade e Lifestyle medicine pela Havard Medical School.

andre.veinert@healthme.com.br
@andrenutrologo

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Campanha brincando e aprendendo

É importante lembrar que nunca duas crianças apresentam exatamente o mesmo ritmo de desenvolvimento. Assim, algumas destas atividades podem ser muito fáceis para umas e

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!