Clique e acesse a edição digital

Alterações na pele na gestação: Como reconhecer e tratar

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Mesmo sendo alterações fisiológicas (normais do organismo, sem significar doença), podem ser motivo de angústia para muitas gestantes. Estas alterações podem permanecer após o parto ou desaparecerem espontaneamente.
As alterações pigmentares (manchas na pele) podem ocorrer em 75 a 90% das grávidas, de forma e localizações variáveis. As manchas são denominadas “melasmas”, e podem aparecer durante o primeiro trimestre da gravidez, acentuando-se nos últimos meses quando os níveis hormonais são mais elevados. A exposição ao sol pode piorar o problema. Para preveni-lo deve-se evitar a radiação ultravioleta, utilizando protetores solares potentes. O dermatologista Fernando Passos de Freitas elaborou uma pequena lista de alterações que podem ocorrer na pele da mulher durante a gravidez. Veja:
Manchas na pele: Pode- se usar cremes clareadores formulados por um especialista que não contenham ácido retinóico ou hidroquinona. A fórmula pode ter ácido kójico, ácido azelaico e arbutim em baixas concentrações. Podem ser aplicados cremes com vitamina C. É indicado usar sempre protetor solar com proteção ultravioleta A e B (UVA/UVB). Peelings- São indicados somente peelings dermoabrasivos( cristal ou diamante); os peelings químicos (ácido retinóico, ácido tricloroacético, etc..) estão contra indicados na gravidez e amamentação.
Estrias: Elas surgem devido ao estiramento da pele, quando as fibras se rompem. Para evitar, a pele bem hidratada se torna obrigatoriedade. Após o banho,óleo de semente de uva ou de amêndoas estão indicados.Dica: ¨ Tire o excesso com água e, após enxugar-se, passe um hidratante à base de uréia, vitamina E, lanolina e óleos”, ensina o dermatologista.
Acne- A acne pode piorar no primeiro trimestre da gravidez, pois nessa fase há um aumento da produção do hormônio progesterona. A acne pode ser tratada com antibióticos específicos orais e tópicos, sabonete líquido com ácido salicílico em baixas concentrações.
Celulite: A drenagem linfática é o método mais indicado. O profissional pressiona e desliza a mão por todo o corpo, direcionando o excesso de líquido para os gânglios linfáticos. Assim, as toxinas são eliminadas pela urina. Na gestação não é aconselhável fazer tratamentos com aparelhos elétricos.
Cuidados com a pele da mulher grávida
Convém considerar alguns cuidados que se deve ter com a pele durante a gravidez:
1- Todo produto que se use na pele deve estar autorizado pelo médico, já que pode ser absorvido pelo sangue e passar para o bebê.
2- Não se expôr ao sol, e usar proteção solar UVA e UVB para prevenir as manchas.
3- Busque manter o peso corporal adequado durante a gravidez.
4- Hidratar a pele com cremes com vitaminas A e D.
5- Evitar o uso de cremes anti-rugas ou anti-acne que contenham retinóides, assim como de creme para as celulites, dermoclareador, ou tratamento mesoterápico. Melhor consultar um dermatologista.
6– Beba muita água.
Fonte- Dermatologista Fernando Passos de Freitas

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Recuperando-se de uma cesariana

Evite colocar-se limites de tempo. Emocionalmente, os sentimentos das mulheres em relação à cesárea variam em amplitude, desde aceitação até decepção ou profunda tristeza. Algumas

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!