Clique e acesse a edição digital

É tempo de férias escolares! Como cuidar da alimentação das crianças no período?

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Two kids having fun on beach, smiling and eating corn. Girls looking at camera, portrait on blurry background

Diretor do Departamento de Nutrologia Pediátrica da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) comenta como deve ser a relação dos pais com as férias dos filhos Mês de julho e as crianças estão em casa. Finalmente os pequenos podem descansar, brincar e gastar energia! Para isso, eles precisam de uma alimentação balanceada para aguentar o pique. Ainda assim, o médico nutrólogo e diretor do Departamento de Nutrologia Pediátrica da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), Dr. Carlos Alberto Nogueira de Almeida, lembra que férias não são sinônimo de relaxar completamente da rotina e pede que os pais estimulem os filhos a brincarem cada vez mais ao ar livre. Com uma vasta experiência, Dr. Nogueira comenta que existem dois perfis de crianças: “Temos aquela criança que já é propensa à obesidade e trabalhamos o ano inteiro para controlar, e aquelas que são muito hiperativas e esquecem de comer, pois preferem brincar.” Para o médico nutrólogo, ambos os perfis precisam de muita atenção, principalmente nas férias. “Os pais costumam ser mais permissivos com aquela criança que faz dieta o ano inteiro, e as hiperativas tendem a piorar a sua quantidade de refeições, pois estarão livres para brincar, saindo da rotina. O ideal é encontrar um equilíbrio durante o período”, afirma Dr. Nogueira. Para o diretor do Departamento de Nutrologia Pediátrica da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), a permissividade é preocupante e não deve ser um hábito e, sim, uma exceção. “Pedir uma pizza às terças-feiras é algo pouco saudável durante as semanas ‘normais’. Nas férias, é algo que pode acontecer, mas não deve ser pizza às terças, pastel às quartas, e hambúrguer no sábado”, ressalta. Dr. Nogueira relata ainda que percebe uma transformação no perfil de lazer das crianças. “Antigamente existia aquela expectativa em sair na rua e se divertir. Atualmente, quando pergunto em meu consultório, as crianças sempre falam primeiro em ‘zerar’ algum jogo, ou, quando mais velhos, terminar determinada série. Só depois disso lembram de fazer algum esporte”, diz. A atividade física durante as férias representa pouco ganho efetivo ao longo do ano. Mesmo assim, é essencial e pode ser uma oportunidade de a criança se engajar com algum esporte. “O ideal é que a criança já realize, de maneira contínua, algum esporte. Vale lembrar que as férias são uma época onde aumenta o número de lesões e pequenos acidentes durante a prática esportiva, muitas vezes causadas pela falta de preparo físico”, alerta o médico nutrólogo. Sobre a ABRAN Fundada em 1973, a ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia – é uma entidade médica científica que dedica-se ao estudo de nutrientes dos alimentos, que são decisivos na prevenção, no diagnóstico e no tratamento da maior parte das doenças que afetam o ser humano. Reúne mais de 1.700 médicos nutrólogos titulados especialistas em nutrologia pelo Brasil e mais de quatro mil médicos associados, que atuam no desenvolvimento e na atualização científica em prol do bem estar nutricional, físico, social e mental da população. Visite www.abran.org.br, curta a ABRAN no Facebook facebook.com/nutrologos e no Instagram @nutrologia.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!