Clique e acesse a edição digital

ESQUECIMENTO NA GESTAÇÃO: É NORMAL OU NÃO?

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Apesar de o esquecimento ser muito comum na gravidez, as mamães não precisam se preocupar: não é um problema médico e sim de origem física. Segundo o neurologista Leandro Teles (CRM 124.984), os hormônios podem ser os responsáveis por esse esquecimento na gestação. “As alterações do hormônio progesterona na gravidez deixa o metabolismo lento e, consequentemente, o reflexo da gestante fica devagar. A gestante demora um pouco mais para ter atenção no que está fazendo”, explica.
Muitas mulheres notam que a mente não funciona como antes. A função cognitiva pode ser comprometida e por isso as mamães não conseguem manter memórias de curto prazo e a concentração. “Não só as gestantes, mas todo o ser humano deve aprender a priorizar as informações mais relevantes, de modo que o próprio cérebro consiga diferenciar um dado importante de outros que não têm problema de serem esquecidos. Dessa forma, o cérebro vai saber escolher o que apagar”, afirma o neurologista.
Fatores que influenciam a perda de memória
A perda de memória pode ser somente para palavras e pensamentos, ser parcial, o que significa não se lembrar de um determinado grupo de itens. Veja os fatores que podem comprometer a memória na gestação:
• O stress da vida moderna. Ele provoca um desgaste demasiado grande no corpo e na mente de qualquer pessoa, incluindo a gestante;
• A má alimentação ou a alimentação com poucas substâncias nutritivas não consegue nutrir o corpo de elementos químicos importantes para a saúde física e mental da mãe e também do bebê que está a caminho;
• Bebidas alcoólicas e cigarro podem prejudicar a memória da gestante;
• A depressão atinge de 10% a 20% das mulheres grávidas e geralmente associada a níveis baixos de serotonina, um neurotransmissor ligado ao sistema de excitação. A concentração e o foco são afetados, prejudicando a capacidade de armazenar novas memórias.

Para não cair no esquecimento
Convidamos o neurologista Leandro Teles para aconselhar as futuras mamães sobre o que fazer para manter a memória na ativa. Veja quais são as dicas:
• Carregue na bolsa um caderninho ou bloco e escreva lembretes a qualquer momento. Depois, consulte todos os dias essas anotações.
• Faça um calendário bem detalhado, com suas atividades nas datas correspondentes.
• Acostume-se a colocar itens que usa com frequência, como chaves e óculos, no mesmo lugar.
• Fale em voz alta coisas que não quer esquecer, para memorizá-las melhor.
• Aproveite o esquecimento durante a gravidez para simplificar sua vida.
• Não se imponha tarefas demais antes do nascimento do bebê e inclua tarefas prazerosas na rotina, como tomar banho com calma, conhecer um novo restaurante ou ir ao cinema.
Fonte: Neurologista Leandro Teles (CRM 124.984)

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Lidando com a dor do parto

Silêncio, privacidade e ambiente discreto – não ter que falar durante as contrações, não ter que ouvir conversa paralela, ou vozes alteradas de comando, até

Leia Mais »

Vacinas para Covid 19

Muito se tem discutido sobre as vacinas em estudo para proteção contra o COVID. A população e muitas profissionais de saúde estão apostando a proteção

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!