Clique e acesse a edição digital

Mamãe e bebê com a pele saudável

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Women Show off the belly after birth. Stretch Marks on white background

O recém-nascido requer muitos cuidados por causa da sensibilidade da sua pele. Já as mães têm de enfrentar, no pós-parto, as marcas e mudanças ocasionadas pela gestação, dentre elas as estrias e a queda de cabelo. A médica dermatologista Stephanie Tambellini dá boas dicas sobre o assunto.
As estrias são fibras elásticas que se rompem por conta do estiramento da pele normalmente causada pelo ganho de peso e o crescimento da barriga na gestação. Logo quando surgem essas marcas semelhantes a cicatrizes ela é da cor vermelha ou arroxeadas, este é o momento ideal para buscar um tratamento estético para eliminá-las. Ao longo do tempo e de forma gradativa as estrias passam a ter uma coloração esbranquiçada, tornando o tratamento para amenizá-las um pouco mais difícil.

“Esses tratamentos podem ser feitos durante a gestação. Após o parto procurar tratamentos que não contenham nada que interfira na amamentação”, ressalta a médica.
As quedas de cabelo acontecem normalmente entre o terceiro e sexto mês pós-parto devido à queda de hormônios.
“Isso é bem comum de acontecer. A mãe pode tomar alguns poli vitamínicos mas que não vão interferir diretamente. É do período mesmo”, destaca.

Pele do bebê
A pele do recém-nascido é muito sensível e os cuidados são indispensáveis para uma pele saudável. Os bebês que nascem no inverno requerem maior hidratação da pele. Os hidratantes devem ser específicos para recém-nascidos, bem suave e sem cheiro.
Já os bebês que nascem no verão devem usar roupas de algodão e mais frescas. Em épocas com temperaturas mais altas é comum o aparecimento de bolinhas vermelhas na pele do neném, conhecidas como brotoeja, elas podem ser tratadas de maneira caseira. “Coloque um pouco de maisena ou aveia na água do banho e deixe em imersão, isso ajuda bastante”, explica a dermatologista.
Na hora do banho muita atenção à temperatura da água. A temperatura deve ser amena e é importante verificar com termômetro de banho ou com a parte superior das mãos em contato com a água.
A médica alertou sobre os cuidados com a exposição ao sol, deve acontecer entre 5 à 10 minutos no máximo, até às 10h da manhã ou após às 16h. O uso de protetor solar e repelente deve ser utilizado após os 6 meses de idade, e quando for usá-lo é necessário ser especifico para crianças. “O ideal é esperar após os 6 meses para ir à praia mas caso vá usar roupas de banho com proteção UVA”, enfatiza Stephanie Tambellini.
Conteúdo autorizado para reprodução na Revista Materlife com a fonte retida pelo publicador.
Divulgado em: Natália Almeida (www.amordeberco.com.br)

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Vitamina C

A vitamina C ou ácido ascórbico, tem papel importante em nosso metabolismo. Ela está diretamente ligada à inúmeras funções no nosso organismo. Podemos destacar algumas

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!