Clique e acesse a edição digital

Suor noturno infantil

Tempo de Leitura: 2 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
meninaRD

O suor noturno excessivo do bebê/criança é preocupante?

Suor noturno infantil

O suor noturno infantil pode significar simplesmente que o bebê/criança está com calor.

Vestir muita roupa, usar roupa de cama muito quente, aquecer o quarto, deixar a luz acesa ou fechar a porta, são fatores que podem contribuir para o aumento do desconforto da criança e provocar o seu sobreaquecimento, resultando em transpiração excessiva.

Manter um ambiente confortável e amigo do sono

  • Durante o dia, abrir a janela por algum tempo para arejar o quarto, tendo o cuidado de resguardar o bebê para não estar exposto à corrente de ar.
  • A temperatura do quarto deve rondar os 18º-21º C.
  • Em contato com o corpo, vestir apenas roupa de algodão, de preferência não tingida. Para o restante vestuário optar no verão pelo algodão, pela cambraia ou pelo linho, e no inverno pela malha polar.
  • Usar roupa da cama deve ser 100% algodão.
  • Usar apenas um cobertor/manta leve e evitar cobertores e/ou edredons pesados ou mantas com pelo ou acolchoados.

Quantas peças de roupa vestir ao bebê?

Por norma, mesmo no inverno, basta vestir mais uma peça do que as usadas pelo adulto. O bebê não deve ser “abafado” entre cobertores e mantas. Deve estar quente, mas confortável e de modo a que se possa movimentar livremente.

Os bebês prematuros podem ter mais dificuldade em manter uma temperatura adequada, por isso se diz que são mais friorentos. No entanto, também são mais sensíveis as altas temperaturas, ficando febris e até mesmo desidratados com maior facilidade.

Para além destes cuidados, lembre-se que cada pessoa tem o seu próprio metabolismo o que faz com que reaja de forma diferente num mesmo ambiente.

Assim, uma criança pode transpirar mais à noite do que outra, mesmo que durmam no mesmo quarto, com a mesma quantidade de roupa, não sendo, por si só, motivo de preocupação.

A transpiração excessiva pode ser considerada um sintoma de alguma complicação quando associada a febre ou tosse persistente, por exemplo. Nesse caso, aconselha-se a procura de ajuda médica para despiste das causas.

Fonte:  Mãe-Me-Quer

www.maemequer.pt 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Convidando o bebê a virar

Acupuntura apresenta a técnica da moxabustão que ajuda a mudar a posição do bebê na barriga da mãe Durante muito tempo temeu-se fazer acupuntura em

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!