Clique e acesse a edição digital

Vencendo os desafios dos primeiros dias de aula

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
woman morally supports her daughter by holding her hands and kissing her forehead. mother accompanies student to school. friendly family goes to kindergarten.happy little girl with a caring mother.

Ao longo da vida passamos por diversos primeiros dias de aula, que podem ser muito divertidos e/ou aterrorizantes, principalmente nos anos escolares. Pensando nisso, trouxe algumas dicas para você ajudar seu filho, seja ele criança ou adolescente, a passar por eles de forma mais tranquila.

Deixe que seu filho participe das escolhas: permita que seu filho dê a opinião dele na hora da escolha da escola, das atividades extracurriculares, dos horários, do lanche da escola etc. Isso fará com que ele tenha um senso de segurança e pertencimento que facilitará o processo de adaptação, já que fez parte da escolha e já sabe o que o espera.

Aceite que talvez seja um momento difícil: O primeiro dia de aula, pode gerar muita ansiedade e angústia para o aluno e para a família, mesmo que não seja o primeiro da vida. Por isso, cuidado com as expectativas sobre esse dia: não espere que seja um dia maravilhoso, nem um dia horrível. Dê a importância necessária, mas tomando cuidado para não incentivar o estudante a esperar que seja um dia mágico.

Prepare seu filho: Se for o primeiro dia de aula da vida, comece a acostumá-lo com pequenas saídas. Deixe ele com avós, tios ou outras pessoas de sua rede de apoio para que ele entenda que você sempre voltará para buscá-lo após algum tempo separados. Explique a ele o que esperar na escola, como será a rotina e quais tipos de atividade ele provavelmente irá encontrar nesse primeiro encontro. Se possível, leve ele para a escola antes para que ele possa se familiarizar com o espaço e professores.

Se ele já passou por outros primeiros dias de aula, converse com ele para entender o que pode estar causando uma ansiedade ou nervosismo e busquem juntos uma solução para passar por isso.

Não minta: se você combinou com seu filho que ficará na escola esperando por ele, não saia de fininho esperando que ele não perceba por estar entretido brincando. Ele irá perceber sua ausência e a insegurança e medo, que até então podiam estar controladas, pode explodir e os próximos dias serão muito difíceis. Se você precisar sair, se despeça e explique que voltará em breve. Caso ele chore, acolha mas não deixe de se despedir e ir.

Além disso, cuidado com promessas que você não pode cumprir. Não diga que ficará com ele se souber que não poderá.

Quando chegar em casa: separe algum momento depois do primeiro dia para conversarem sobre a escola. Algumas perguntas chave são: qual foi a melhor parte do dia, o que menos gostou, se fez amigos, se gostou da escola e professores, quais foram as atividades do dia, o que comeu no lanche. Ajude-o a reconhecer que conseguiu passar pelo primeiro dia apesar de toda a ansiedade e nervosismo. Se possível, prepare um momento especial no final do dia para comemorarem esse novo ciclo.

Cada criança é única: permita que seu filho seja um ser individual e tenha suas próprias experiências. Por mais que você tenha as melhores intenções em protegê-lo de qualquer mágoa ou frustração, dizer o que ele deve ou não fazer no primeiro dia de aula pode gerar cobranças e comparações desnecessárias para o processo. Permita que a criança seja ela mesma nesse momento, você pode se surpreender.

Passamos grande parte da vida frequentando a escola e a forma como enfrentamos os primeiros dias vai influenciar na percepção do seu filho sobre estudos, a vida social e sobre ele mesmo. Por isso, busque levar esse período de forma saudável, equilibrando a cobrança pelos estudos com os momentos de descanso, mas sempre incentivando que seu filho se divirta.

Espero que essas dicas ajudem você e sua família a verem o início das aulas de maneira mais leve.

Com amor, Giu

Dra. Giulia Paspaltzis
Psicóloga Infanto-Juvenil, fascinada pelo mundo da infância e da parentalidade, pós-graduada em Terapia Cognitivo Comportamento na Infância e Adolescência. Ajudo pais e filhos a construírem um relacionamento mais saudável e respeitoso.
psigiuliapaspaltzis@gmail.com
@giuliap.psi
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

As dez mais sobre a pílula

Para começar o novo ano, pensei em trazer aqui para vocês algumas perguntas que são campeãs de audiência no Instagram! As famosas caixinhas de perguntas!

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!