Clique e acesse a edição digital

Brincadeira que se Transforma em Vício

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Siblings children brother and sister, friends sit on the floor of the house in the children's play room with smartphones, detached from the scattered toys. Concept of new gadgets for kids.

Atualmente, as crianças estão vidradas pela tecnologia. Mesmo que nunca tenham tocado em certo tipo de celular, por exemplo, ao receberem tal equipamento, esses pequenos descobrem rapidinho onde estão os jogos, fotos e tudo que os interessa. É impressionante!

Prós:

Hoje o mundo é pura tecnologia, o que é muito bom por um lado. Com esta ferramenta temos informação na palma da mão, basta digitar uma dúvida no Google ou em qualquer outro buscador que a informação vem pronta.

Já o vídeo game e jogos no celular é uma ferramenta excelente, porque desenvolve o intelecto. Além de ser uma brincadeira super divertida e conveniente para os pais, pois é possível deixá-los brincando enquanto resolvemos alguma coisa. O mesmo vale para os joguinhos infantis que encontramos no Discovery Kids, Friv, entre outros (pelo computador).

Contra:

Mas, como tudo na vida, temos o lado negativo da tecnologia.
Nem toda a informação que está na internet é verídica, ou seja, tem muita gente publicando coisas sem qualquer fundamento e até mesmo muita mentira. Por isso, é importante sempre verificar a procedência da informação para acreditar ou não naquilo que está lá.

Quanto a internet, as crianças e adolescentes estão com acesso a coisas demais (inapropriadas para a idade). Por isso, é importante que os pais estejam sempre de olhos abertos. Não que você deve proibi-los, mas tudo tem idade para ser visto. Tem crianças que possuem o acesso liberado dentro de casa, o que é um erro, porque precisam de regra e são os pais que devem determiná-las.

Não é porque é menino que deve ter acesso a jogos de roubos, mortes, etc.
Tudo tem o seu momento para ser descoberto. Considero que não é correto uma criança de apenas 4 anos ter acesso a este tipo de tecnologia. Não que ele será um assassino ou ladrão vendo isso agora, mas não é adequado que nesta idade tenha acesso a este tipo de violência.

No mês de maio/2014, assisti ao programa “A Liga” a respeito da tecnologia e realmente fiquei chocada com o que vi e descobri no programa, porque nunca imaginei nada parecido com o que foi mostrado lá. Crianças e pré Adolescentes vendo coisas na internet ou no próprio celular totalmente sem sentido. Para eles é algo absolutamente normal, e o pior de tudo é que estão compartilhando por aí (teor pornográfico).

Vício:

Voltando ao título deste artigo. Quando a brincadeira é legal, vira vício muito rápido.
Crianças e adolescentes são apaixonados por vídeo game e jogos do celular e internet, mas é preciso sempre limitar o tempo e/ou os dias. Muitas vezes, a criança quer jogar hoje por outras, amanhã também e depois de amanhã também. Se perdeu, quer jogar de novo para ganhar, e se ganhou, quer jogar de novo para ganhar novamente. Quando é decidido que o tempo acabou, a situação fica uma loucura e um chororô sem vim.

É preciso ter disciplina para incentivá-los e também brecá-los quando a ferramenta está sendo usada em excesso. É uma situação difícil, mas tudo com moderação é mais saudável e prazeroso.
Que tal estabelecer uma competição com hora ou partidas para acabar?!

Fica a dica!!!

Priscila Casimiro

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!