Clique e acesse a edição digital

Depressão na gravidez

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Eis as perguntas que são sempre feitas: Por que estão assim? Há motivos para isso? Em alguns casos, há, mas em outros, não.
A tristeza que persiste por mais de quinze dias e interfere no dia a dia da pessoa, impedindo-a de fazer o que fazia anteriormente, deixa de ser tristeza e muda de nome, passando a ser chamada de depressão.
Viver a depressão, tanto para a paciente como para quem convive com ela, não é simples. Nossa sociedade repudia a tristeza como algo proibido. Até que se confirme o diagnóstico, as pessoas sempre têm explicações para o que está acontecendo com quem está deprimido. São comuns comentários de que se trata de algo passageiro, o que nos mostra como é difícil lidar com situações como essa.
A tristeza faz parte da vida e precisa ser integrada a ela. Já a depressão é uma doença e, portanto, deve ser tratada.
Sintomas como perda do interesse e de energia; dificuldade de concentração; alterações do sono, do apetite e da libido; irritabilidade e impaciência; dores sem causa aparente; ideias pessimistas e persistentes; palpitações, entre outros sintomas, também podem caracterizar o diagnóstico de depressão.
Consultar um especialista quando a tristeza persistir, acompanhada ou não de outros sintomas é importante para a saúde da gestante e também para o bebê que está a caminho. Ele necessitará de uma mãe tranquila e segura para prestar-lhe os devidos cuidados quando nascer.
A depressão requer cuidado, atenção e tratamento. Acima de tudo, porém, deve ser vista como uma oportunidade de atribuir novos significados a muita coisa. Recordo-me de que o ideograma chinês utilizado para representar crise é utilizado também para representar oportunidade. Seria essa a oportunidade de entrar em contato com questões nunca percebidas e integrá-las a esse novo momento? Com o bebê a caminho, muito já deve ter mudado e ainda mudará. Será que isso assusta?
O uso de medicamentos na gravidez necessita ser prescrito com muita cautela, pois pode prejudicar o desenvolvimento do bebê. Nos casos de depressão mais grave, o risco-benefício deve ser avaliado. A psicoterapia pode ser uma possibilidade de tratamento para a melhora dos sintomas e também uma oportunidade de a gestante entrar em contato com o que talvez esteja contribuindo para essa situação.
No consultório, lido o tempo todo com questões sobre os motivos que causaram a depressão em grávidas que levam uma vida saudável e equilibrada, além de desejarem e terem planejado a gravidez, mas que de repente são tomadas por sentimentos incontroláveis de desânimo e tristeza.
A depressão na gravidez pode estar relacionada às causas mais variadas possíveis. As mudanças hormonais talvez sejam sua principal causa. A própria gravidez, no entanto, pode mobilizar questões muito primitivas nas pessoas, muitas delas inconscientes, desconhecidas não só pela gestante, mas também por quem convive com ela. Nesses casos, não é raro também nos depararmos com maridos assustados ou até mesmo deprimidos.
A gravidez, assim como o nascimento de um bebê, deve ser um momento especial para as pessoas. Sentimentos contraditórios surgem com frequência, o mesmo ocorrendo com oscilações de humor. O momento deve ser de alegria, mas se não for, é fundamental saber que há motivos e saída para isso.

Cynthia Boscovich
Psicóloga clínica, psicanalista. Além de atender adolescentes e adultos em seu consultório, possui um trabalho específico com grávidas, mães e bebês, na área de prevenção e tratamento.
www.cuidadomaterno.com.br
Tel (11)5549-1021

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Gestação Anembrionada

“A gestação anembrionada pode ser identificada no primeiro trimestre da gravidez por meio da ultrassonografia. Essa gravidez consiste em um saco gestacional vazio, sem embrião

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!