Clique e acesse a edição digital

POR QUE VOCÊ NÃO DEVE USAR ABSORVENTE INTERNO POR MAIS DE 4H?

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Women health care and hygiene concept. Indoor shot of hesitant young ginger woman holds two intimate products, chooses between tampon and pad during menses, thinks what gives better protection

O recente caso envolvendo a britânica Phoebee Bambury, de 19 anos, diagnosticada com Síndrome do Choque Térmico (SCT) após ter usado um absorvente interno, não foi o primeiro. Apesar da raridade da doença, causada por uma infecção bacteriana, no ano de 2015, a modelo californiana Lauren Wasser quase morreu e precisou amputar uma das pernas depois de ter sofrido o mesmo choque de toxicidade.

O primeiro registro encontrado sobre a enfermidade na literatura médica data de 1978. “A principal responsável por acarretar os sintomas de febre alta, dor muscular e de cabeça, vômito, baixa pressão arterial e reações alérgicas é a toxina letal liberada pela bactéria Staphylococcus aureus”, explica o ginecologista e obstetra Dr. Ricardo Luba, de São Paulo.

Ao notar os sintomas que caracterizam a doença, a jovem natural de Londres, que estava na casa do namorado, foi encaminhada ao hospital, onde recebeu soro para se hidratar e foi posicionada em um lugar arejado, com a presença de um ventilador para atenuar sua temperatura corpórea. Mas foi a sua cautela que a salvou. “A mãe de um amigo morreu por choque tóxico, por isso sempre fiquei atenta”, contou a estudante de farmácia a BBC.

Mesmo que os tampões sejam os principais responsáveis pelo desencadeamento da síndrome, a infecção pode ser causada por outros motivos e vitimar, inclusive homens. No caso das mulheres que fazem uso do produto durante o ciclo menstrual, o acúmulo de sangue na região vaginal é o principal culpado, por ser um ambiente favorável — úmido e quente — para o desenvolvimento de fungos e bactérias.

Sobretudo, é fundamental que mulheres conheçam a intensidade de seu fluxo menstrual. Aquelas que apresentam, mensalmente, uma secreção mais acentuada, devem trocar o absorvente com uma maior frequência. isto é, nunca deixar ultrapassar o intervalo de 2h a 4h — principalmente se for interno.

Por ser de caráter raro — com 15 mil casos registrados no Brasil por ano — o diagnóstico do SCT nem sempre é feito com tanta rapidez, mas o médico adverte para a gravidade da situação. “A evolução do quadro é extremamente rápida, tanto é que a doença pode se manifestar no prazo de 3 a 7 dias. Caso não seja identificada e tratada imediatamente, pode culminar em insuficiência renal aguda, impedindo que você excrete as toxinas, além de lesões no fígado, ocasionando anemia e problemas de coagulação. Esses fenômenos podem acarretar a falência de ambos, lesionando, também, outros órgãos e levando à morte.”

Três semanas após ter alta médica, Phoebee está se dedicando a ministrar palestras sobre como prevenir e combater a doença. Uma das maneiras mais efetivas de evitar o diagnóstico de SCT é, certamente, ensinar as meninas desde cedo a cuidarem do próprio corpo.

“Acredito que deveríamos falar mais sobre essa síndrome como parte da educação sexual e das conversas sobre o uso de absorventes e preservativos”, a comentou. O doutor Ricardo também reitera que o procedimento mais adequado neste caso é a drenagem do local infectado e acrescenta: “Muita gente acredita que o foco da educação sexual é apenas o uso de preservativo, e não é somente isso”. Mas também sobre uma higienização correta e a importância de se conhecer bem e ter ciência das suas necessidades.

Fonte: Dr. Ricardo Luba 113.528 – Rua Américo Brasiliense, 2171 – Conjunto 603/ 604 Chácara Santo Antônio – São Paulo – SP

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Grávidas nas alturas.

Voar não precisa ser uma experiência ruim. Longos voos são desconfortáveis para qualquer pessoa, mas são ainda mais desgastantes para mulheres grávidas. A sua viagem

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!