Clique e acesse a edição digital

Transição alimentar: como fazer de forma gradual e sem sofrimento?

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
006971_100_191002_00 (1)

A Chicco, marca especialista em parentalidade, possui em seu portfólio uma variedade de copinhos livres de BPA e com sistema antivazamento que são indispensáveis para esse momento

A introdução alimentar é o termo usado para descrever o momento em que os bebês passam a consumir outros alimentos.

A introdução alimentar é o termo usado para descrever o momento em que os bebês passam a consumir outros alimentos.

Após os seis meses de amamentação exclusiva recomendada pela OMS e pelo Ministério da Saúde, sozinho, o leite da mãe, passa a não suprir todas as carências nutricionais que a criança precisa para continuar crescendo com saúde, por isso, é orientado iniciar a transição entre a amamentação e a alimentação sólida.

Vale ressaltar que a introdução de novos alimentos não retira o leite materno da dieta do pequeno, que até aos dois anos continua sendo muito importante para o seu desenvolvimento e, se possível, o desmame deve ser natural.

Para muitas mães, essa mudança na alimentação é uma das fases mais desafiadoras na sua relação com o bebê e precisa ser feita com muito amor, cuidado e paciência. Essa experiência nutritiva e sensorial é bastante importante para a criança, que pode rejeitar alguns alimentos no início, mas com dedicação e constância logo terá o paladar adequado a esse novo momento. Água, suquinhos, papinhas doces e salgadas podem ser introduzidos gradativamente sob o acompanhamento de um pediatra para que a criança coma adequadamente o necessário para sua correta nutrição.

A ingestão de água e de suquinho de frutas é o primeiro passo dessa transição e a Chicco, marca italiana especialista em parentalidade, tem no seu portfólio uma variedade de copos, utensílio essencial para esse momento, que além de incentivar essa transição gradual, apoia o desenvolvimento motor e cognitivo, promovem novos hábitos e dão aos pequenos confiança e autonomia.

Para diversas faixas etárias, os copinhos da Chicco são livres de BPA e apresentam um sistema antivazamento para que a criança não se molhe na hora de manuseá-lo ou quando estiver bebendo o líquido.

Copo de transição

Como o nome já diz, é ideal para ajudar o pequeno a fazer a passagem da mamadeira ou do peito da mãe para o primeiro copinho. O canudo é 100% em silicone macio com efeito aveludado que imita a textura do seio materno e do bico da mamadeira. Indicado para bebês a partir dos 4 meses.

Copo de treinamento

Para bebês a partir de 6 meses, ajuda a encorajar os pequenos a desenvolver novas habilidades. O canudo é macio, à prova de mordidas e desenhado especificamente para acomodar de maneira correta os lábios, a boca e o pescoço da criança.

Copo 360

Indicado para os pequenos a partir de um ano, ajuda na independência da criança que vai aprender a beber em um copo no formato similar aos que os adultos usam. Isso tudo sem se molhar, pois a membrana de silicone se abre com a pressão dos lábios e ajuda em uma nova habilidade: o momento correto de engolir.

Copo Shinny

Um copo prático para as crianças maiorzinhas, a partir dos 14 meses, que podem se hidratar e se divertir ao mesmo tempo, afinal, ele é luminoso e brilha no escuro! O bico vem acoplado na tampa e o isolamento tem parede dupla, o que permite manter o líquido fresco por muito mais tempo!

Copo Sport

Também indicado para as crianças maiores, esse copinho é ideal para levar nos passeios. O canudo de silicone macio é envolto por uma capinha flip que garante proteção e higiene. Assim como o Copo Brilhante, apresenta isolamento interno duplo para manter a temperatura da bebida.

Vale destacar para os pais e cuidadores que no preparo dos sucos, água e açúcar não devem ser adicionados. As frutas menos ácidas, como a laranja-lima, são as mais indicadas para uma melhor aceitação da criança. Frutas congeladas e polpas devem ser evitadas, assim como sucos industrializados.

Levar as crianças à mesa durante as refeições também é uma forma de ajudar na introdução alimentar e a Pocket Snack, da Chicco, pode ser um grande aliado para esse momento. O assento elevatório é leve e compacto podendo se adequar a qualquer espaço. A bandeja é removível e a altura ajustável em três posições acompanha os estágios de crescimento da criança, ou seja, conforto para o bebê e praticidade para o dia a dia dos responsáveis.

Agora, mais dicas para uma transição alimentar mais tranquila e sem sofrimento:

  • A introdução alimentar deve ser feita de forma lenta e gradual;
  • Se a criança não aceitar, não force, apenas tente de novo em outro momento;
  • É importante que a alimentação oferecida seja variada e rica em nutrientes;
  • Até os dois anos deve-se evitar frituras, enlatados, refrigerante, café, salgadinhos e doces;
  • É importante aproveitar o momento para criar uma rotina alimentar, com horários para as refeições.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Causas de choro no bebê

            O que se espera do recém-nascido logo após o nascimento? Que o bebê apresente choro forte indicando sua plena vitalidade. Neste momento, o ar

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!