Clique e acesse a edição digital

Banho de sol sintetiza vitamina D e toda criança precisa

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
criança tomando sol

O sol ativa a vitamina que o bebê recebe do leite materno.  

Por que o sol é tão importante para o desenvolvimento e crescimento dos bebês?

Pode parecer simples, mas muitas famílias não sabem. O bebê recebe da mamãe via leite materno a vitamina D, que fica inativa no organismo do pequeno. Para ser sintetizada e proporcionar a absorção do cálcio, o bebê precisa do banho de sol. Os raios solares ativam a vitamina D inativa, fazendo com que o organismo da criança absorva melhor o cálcio, fundamental para o desenvolvimento e crescimento dos ossos.

O banho de sol deve acontecer todos os dias ou, no mínimo, 3 vezes na semana. E deve começar aos 30 dias de vida do bebê. Fique de olho no horário. O sol que faz bem é aquele da manhã até às dez horas. À tarde, o melhor sol é depois das 16h. Entre esses horários, os raios de sol são muito fortes e prejudicam o bebê.

Você não deve passar protetor solar em bebês de até seis meses. Até esta idade, a pele deles ainda é muito fina e sensível e pode se irritar ou sofrer reações alérgicas. 

Sol faz bem à saúde. Bronzeado não é para bebês.

O banho de sol deve começar aos poucos – nos primeiros dias, de cinco a dez minutos. O aumento se dá gradativamente – o máximo é uma hora.

Que roupinha usar.

Exponha diretamente ao sol a maior parte do corpo do bebê. Não bloqueie nem mesmo com uma roupa fina. Use sempre um chapéu para proteger o rosto do seu bebê.

Banho de sol faz bem em qualquer lugar da casa ou fora dela. Pode ser perto da janela, mas tem de ser com o vidro aberto para os raios solares sintetizem a vitamina D – esses raios não ultrapassam o vidro.

Falta de vitamina D prejudica a saúde do seu bebê.

Pouca vitamina D na alimentação ou por falta de sol pode resultar em raquitismo e doença do tecido ósseo na fase de crescimento, caracterizada por inadequada mineralização do osso por falta de vitamina D ativa.

Você pode perceber as manifestações iniciais pela irritabilidade, insônia e pela sudorese abundante no pescoço durante a amamentação do bebê. Mas não confunda: transpirar no pescoço também é normal em nosso país, em razão do forte calor.

E por falar em Brasil, em função de estarmos nos trópicos e termos sol o ano inteiro, é mais difícil encontrarmos crianças com raquitismo, mesmo em famílias de condição sócio-econômica mais baixa.

Expor seu bebê ao sol com cuidado é uma proteção essencial para o desenvolvimento e crescimento saudável dele.

Aproveite esses conselhos:

Ao expor seu bebê ao sol da tarde, não esqueça de levar um agasalho. As vezes pode esfriar.

Controle o tempo de exposição e hidrate bem a criança durante o processo.

E como estamos em agosto, vamos lembrar do Agosto Dourado, quando incentivamos as mães a amamentar seus filhos. Leite materno é a melhor fonte de vitamina para o bebê de até seis meses.

Sol e leite materno. Uma combinação de amor com saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Se cuide com a aromaterapia

A palavra “aromaterapia” é uma invenção do químico francês René Maurice Gattefosse que, em 1910, descobriu os poderes curativos do óleo de lavanda quando se

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!