Clique e acesse a edição digital

Como criar uma relação saudável com meu filho

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Young happy family and their dg relaxing by the window at home and looking through it.

Por que é tão importante criar uma relação bem nutrida e saudável entre pais e filhos?

Acho que na verdade é o que todo mundo quer não é mesmo? Construir uma relação saudável e um vínculo emocional saudável com os filhos. Mas muitas vezes não sabemos como fazer isso, ainda mais na correria do dia a dia. E sabemos que não existe uma fórmula mágica que vai mudar tudo do dia pra noite e que principalmente, venha de fora.

Por isso é muito importante investir nessa relação diária que temos com nossos filhos porque sabemos que a realidade dos relacionamentos em família não é das coisas mais simples e fáceis da vida. E é no convívio diário e com as pessoas próximas que somos quem realmente somos que nossa sombra vem à tona, nossas fragilidades e nossas virtudes.

É ali no dia a dia que os desafios surgem. E quando se trata da criação de filhos estamos conhecendo esse novo ser, estamos nos conhecendo também como mãe e pai. Estamos todos descobrindo e vivendo uma nova experiência. É tudo muito novo. E as coisas mudam, eventos acontecem, necessidades surgem, elas vêm e vão. Tudo vai mudando e se transformando com o tempo. O tempo todo.

Mas COMO criar uma relação saudável entre pais e filhos?

Aqui seguem algumas DICAS super especiais:

#1 Estar aberto a aprender.

Eu aprendo diariamente com a vida.

#2 Estar aberto ao novo.

A vida está sempre em movimento… as oportunidades de transformação muitas vezes estão mais perto do que imaginamos.

#3 Estar aberto a se conhecer melhor.

Autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Eu me conheço mais e mais a cada dia.

#4 Abraçar a própria vulnerabilidade.

Sim, eu como mãe/pai também posso errar… e tudo bem!

#5 Reconhecer, aceitar e fazer as pazes com as próprias sombras.

Eu me aceito como sou.

#6 Sair do piloto automático.

Simplesmente pare e respire!

#7 Ter empatia pelo outro.

Eu me coloco no lugar da criança. Isso gera conexão e compreensão.

#8 Refletir e rever valores.

Alinhando os meus valores com as minhas práticas.

#9 Servir de exemplo.

Eu sirvo de exemplo para o meu filho nas atitudes do dia a dia.

#10 Ter presença.

Trago a consciência para o momento presente quando estou com meu filho.

#11 Paciência.

Chave-mestra na arte de criar filhos!

Gostou? Então anote aí essas dicas poderosas e mãos a obra!

Conteúdo autorizado para reprodução na Revista Materlife com a fonte retida pelo publicador.
Divulgado por: Roberta Arend do blog Casa.Com.Bebê – www.casacombebe.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Gripe H1N1 na gravidez

Estou grávida. Preciso me preocupar com a gripe suína? Sim. A gripe suína, causada pelo vírus influenza A/H1N1, já demonstrou provocar mais complicações e mortes

Leia Mais »

Problemas emocionais

Criar filhos saudáveis, competentes e felizes é o sonho cultivado por todo pai e por toda mãe. Mas como fazê-lo? Começando com o autoconhecimento e

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!