Clique e acesse a edição digital

Lipoaspiração, Lipolaser, lipoabdominoplastia ou abdominoplastia? Qual a melhor cirurgia após minha gestação?

Tempo de Leitura: 3 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
capacirur

A gestação é um período em que o corpo da mulher sofre várias mudanças e, para a maioria, o ganho de peso, o aumento e flacidez das mamas e do abdome são motivos de extrema preocupação.

Em relação às gorduras localizadas, ou os famosos “pneuzinhos” que surgem no abdome, nas laterais (ou flancos), nas costas, braços e coxas, diversos são os fatores que podem interferir no tempo em que a cirurgia plástica deve ser realizada.

“A idade, peso obtido na gestação, prática de atividade física, presença ou não de estrias e tempo de amamentação irão determinar o melhor tempo para a realização de uma cirurgia plástica, assim como o melhor tipo de cirurgia a ser feita, o que torna o procedimento muito individualizado”, afirma o cirurgião plástico Pedro Lozano.

De modo geral, o tempo ideal para ser submetida à cirurgia é a partir do sexto mês após o término da amamentação ou do puerpério para quem não amamentou. “Isto porque durante a amamentação alguns hormônios, como a ocitocina e prolactina, têm influência sobre outros hormônios que, direta e indiretamente, alteram o metabolismo celular das mamas e tecido gorduroso. Além disso, no período puerperal (até 8 semanas após o parto) há aumento do fibrinogênio, que pode aumentar a chance de trombose venosa”, explica o cirurgião plástico.

Passado este período de segurança de 6 meses, pacientes que tenham pouca idade, sem ou pouco excesso de pele e não tenham estrias, podem ser submetidas a lipoaspiração e obter um resultado muito bom. “Atualmente, podemos ainda, conforme o tido de pele e, principalmente nas pacientes que já tenham sido submetidas previamente à lipoaspiração, realizar a lipoaspiração com laser, ou “lipolaser”, que aumenta a aderência da pele e diminui ou trata irregularidades”, diz o médico.

Para pacientes que tenham sobras de pele, de gordura e um abdome com uma musculatura mais flácida, a abdominoplastia é indicada. “Esta resulta em uma cicatriz que normalmente fica sob o biquíni e outra ao redor do umbigo, mas, atualmente, a combinação da lipoaspiração com a abdominoplastia, denominada lipoabdominoplastia, gera melhores resultados estéticos, devolvendo a harmonia do contorno corporal”, ressalta Lozano.

As cirurgias devem ser realizadas em centros cirúrgicos e em hospitais de confiança do médico. A maioria das pacientes recebem alta no dia seguinte à cirurgia. Recomenda-se repouso de 7 a 14 dias, conforme o caso, e drenagem linfática após o quarto dia de pós-operatório. “É fundamental o uso de malhas compressivas por, no mínimo, 3 meses. Não é recomendada exposição solar por 3 a 6 meses. O retorno ao trabalho varia conforme a cirurgia e a atividade de cada paciente”, sugere o especialista.

Para que a cirurgia plástica tenha sucesso e seus riscos minimizados, é imprescindível a avaliação de um cirurgião plástico membro da sociedade brasileira de cirurgia plástica.

Boa e feliz gravidez!

Destaque: De modo geral, o tempo ideal para ser submetida à cirurgia é a partir do sexto mês após o término da amamentação ou do puerpério para quem não amamentou.

Fonte: Dr. Pedro Lozano – cirurgião plástico

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Grávidas nas alturas.

Voar não precisa ser uma experiência ruim. Longos voos são desconfortáveis para qualquer pessoa, mas são ainda mais desgastantes para mulheres grávidas. A sua viagem

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!