Clique e acesse a edição digital

Relação pais e filhos

Tempo de Leitura: 4 minutos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
tiro-completo-de-mulher-trabalhando-em-casa-com-uma-garota

A relação entre pais e filhos em relação à alimentação desempenha um papel fundamental no desenvolvimento físico, emocional e social das crianças. Atualmente o ato de nos sentarmos à mesa para fazermos uma refeição praticamente ficou no passado e, o que era motivo de momento de reunião familiar, praticamente não existe mais. Isso também gera um impacto direto na relação entre pais e filhos, além da relação entre alimentação e as pessoas. Hoje também sabemos que os filhos se espelham diretamente nos hábitos alimentares dos pais, seja na qualidade, no comportamento alimentar, ambiente entre outros aspectos diretamente relacionados ao estilo de vida dos pais. Por esse motivo, listei alguns aspectos importantes dessa relação com a alimentação:

Modelagem de Comportamento: Os pais têm um impacto significativo no comportamento alimentar de seus filhos, pois as crianças muitas vezes imitam o que veem em casa. Se os pais adotam uma dieta equilibrada e saudável, é mais provável que os filhos também o façam.

Educação Nutricional: Ensinar às crianças sobre a importância de uma alimentação saudável e equilibrada é crucial. Isso pode incluir explicar os grupos alimentares, como frutas, vegetais, proteínas, grãos integrais e laticínios, e porque cada um deles é importante para a saúde.

Ambiente Alimentar: Os pais são responsáveis por criar um ambiente alimentar saudável em casa. Isso envolve ter alimentos nutritivos disponíveis e limitar o acesso a alimentos não saudáveis. Ter frutas, vegetais e lanches saudáveis prontamente disponíveis pode incentivar escolhas mais nutritivas.

Refeições em Família: Comer refeições juntos como uma família é uma oportunidade para fortalecer os laços familiares e promover uma alimentação saudável. Isso pode ser um momento para compartilhar histórias, conversar e modelar comportamentos alimentares positivos.

Evitar Pressões Alimentares: É importante evitar pressionar as crianças a comer certos alimentos ou quantidades específicas. Isso pode criar uma relação negativa com a comida. Em vez disso, os pais podem oferecer uma variedade de alimentos saudáveis e permitir que as crianças escolham o que desejam comer.

Compreensão das Preferências das Crianças: Cada criança é única e pode ter preferências alimentares diferentes. Os pais devem tentar compreender e respeitar as preferências alimentares de seus filhos, desde que essas preferências estejam dentro dos limites do que é saudável.

Envolvimento das Crianças: Incluir as crianças no processo de seleção e preparação de alimentos pode ser uma ótima maneira de incentivá-las a experimentar novos alimentos e desenvolver habilidades culinárias.

Comunicação Aberta: Manter uma comunicação aberta sobre alimentos e nutrição é importante. Os pais podem responder às perguntas das crianças e discutir tópicos como a importância de uma alimentação equilibrada e os efeitos da comida na saúde.

Evitar Recompensas Alimentares: Evite usar comida como recompensa ou punição, pois isso pode levar a uma relação emocional com a comida.

Aceitação do Corpo: Os pais também desempenham um papel na promoção de uma imagem corporal saudável em seus filhos, ensinando-os a valorizar a saúde e o bem-estar em vez de focar em padrões de beleza irreais.

Em resumo, a relação entre pais e filhos em relação à alimentação é uma parte importante da criação de hábitos alimentares saudáveis e duradouros. Os pais desempenham um papel fundamental na modelagem de comportamentos alimentares e na promoção de escolhas alimentares saudáveis em seus filhos.


Dr. André Veinert
Formado em pela Faculdade de Medicina da UNAERP – Universidade de Ribeirão Preto. Especialista em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN (RQE 69663) e Área de Atuação em Nutrição Parenteral e Enteral pela BRASPEN. Preceptor da Residência de Nutrologia do Hospital IGESP – São Paulo. Capacitação em obesidade e Lifestyle medicine pela Havard Medical School.
andre.veinert@healthme.com.br
@andrenutrologo
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Se cuide com a aromaterapia

A palavra “aromaterapia” é uma invenção do químico francês René Maurice Gattefosse que, em 1910, descobriu os poderes curativos do óleo de lavanda quando se

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!